Tarifas de táxi

Todo mundo pensa que andar de táxi é um absurdo de caro, mas não é bem assim! Muitas vezes, compensa bem mais do que andar de carro próprio. (Para fazer essa conta, clique aqui)

A tarifa de Táxi de Piracicaba é controlada pela SEMUTRAN (Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito) da Prefeitura Municipal da cidade de Piracicaba através do decreto Nº 15.703 de 10 de julho de 2014.Six credit cards fanned out on a white background.

Os valores fixados a partir disso são:

Bandeirada: R$ 5,00 (cinco reais);

KM Bandeira I.: R$ 2,90 (dois reais e noventa centavos);

KM Bandeira II.: R$ 3,60 (três reais e sessenta centavos);

Hora Parada: R$ 24,00 (vinte e quatro reais);

Km fora do perímetro urbano, ida e volta: R$ 1,16 (um real e dezesseis centavos).

A Bandeira 2 será utilizada, de segunda a sexta-feira, a partir das 18:00 horas, aos sábados, a partir das 12:00 horas e, aos domingos e feriados, o dia todo.

 

É permitido o taxista cobrar valor fechado?

Muitas vezes a gente pensa em combinar com o taxista um valor fechado pela corrida pensando em economizar. Mas, às vezes, isso é proibido e pode até não ser vantagem alguma. Ou até mesmo o próprio motorista já impõe um valor fechado ao cliente e você fica sem saber se compensa ou não. Isso já te aconteceu alguma vez?7502b585a9

Hoje a gente te tira essa dúvida: será que é permitido o taxista cobrar valor fechado?

O Código Nacional de Trânsito determina que nos municípios com mais de cem mil habitantes a presença do taxímetro é obrigatória. A cobrança é composta, em regra, pela soma do valor fixo inicial (a bandeirada), o valor correspondente à quilometragem percorrida e ao tempo parado no trânsito.

Cada cidade pode determinar os horários em que será aplicada a “Bandeira 1” e a “Bandeira 2”, que terá um valor aumentado em virtude do horário noturno em dias úteis e durante todo o domingo ou feriado. Todos os valores são previamente determinados pela prefeitura do município em que o táxi está cadastrado.

No fim das contas quem decide é você!  Se preferir ou achar essa atitude abusiva, você tem o direito de exigir o taxímetro.

 Na CTP, sempre trabalhamos com taxímetro para que a cobrança seja a mais justa e ambas as partes saiam satisfeitas!