Álcool e direção não combinam

Parece óbvio, todo mundo sabe, existem leis que proíbem a direção de veículos automotores após o consumo de bebidas, mas ainda é muito comum vermos notícias de acidentes de trânsito causados por motoristas alcoolizados.

ctpira

É comum as pessoas acreditarem que, se beberem pouco, ainda conseguem dirigir normalmente, o que é um engano, pois as habilidades necessárias para a direção são prejudicadas bem antes dos sinais físicos da embriaguez aparecerem. A capacidade de julgamento, tempo de reação e reflexos sofrem alterações logo nos primeiros goles, o que aumenta a probabilidade dos motoristas de tomarem decisões erradas. Em altas, doses, a bebida alcoólica pode ocasionar a perda de consciência ao volante.

lei-seca1

Para mostrar a relação entre consumo de álcool e acidentes de trânsitos, um estudo norte-americano, publicado recentemente, fez um levantamento entre todos os acidentes automobilísticos fatais ocorridos entre 1994 e 2008. A pesquisa apontou que os motoristas que beberam apresentaram maior propensão a dirigir em alta velocidade, não usar cinto de segurança e ser o condutor o veículo causador do acidente e que, quanto maior a concentração de álcool no sangue, maior a velocidade média e a gravidade dos ferimentos causados pelo acidente.

A solução desse problema está nas campanhas de conscientização e da mudança de atitude de cada um. Alternativas como definir o motorista da rodada ou ir de táxi são duas opções para que você evite a perigosa relação entre consumo de álcool X direção. Se todo mundo estiver a fim de curtir a noite, não se esqueça, #vá de táxi!