Carros especiais pedem cuidados especiais

Nós estamos com uma série de posts aqui no blog que falam sobre a história de carros clássicos que estão vivos na memória e na garagem de muita gente por aí (Se você não viu, não perca essa oportunidade de novo. Clique aqui e aqui).

Por termos tantos leitores interessados nesse assunto, hoje vamos falar sobre os cuidados importantes que os donos de carros antigos precisam ter. Fiquem ligados!carros-antigos

Primeiro, para quem usa pouco, é bom não encher o tanque, já que a gasolina apodrece em cerca de um mês. Também movimente o carro para não deformar os pneus. Dificilmente um carro com mais de dez anos ficará totalmente em ordem: são quatro mil peças que lá estão há muito tempo recebendo diversas solicitações, esquentando, esfriando, comprimindo, tracionando, torcendo, flexionando.

Todas estão sujeitas à fadiga, algumas estão esperando apenas um buraco ou uma arrancada mais forte para romper, como buchas da bandeja, coxins do motor, pivôs, buchas da barra estabilizadora, entre outras. Por isso, guie seu carro com cuidado, evite trancos e acelerações fortes, passe com cuidado em lombadas e valetas.

E o mais importante: lembre-se que ter um clássico sem ter alguma coisa para mexer não tem graça nenhuma. Faz parte da brincadeira. Divirta-se.